(11) 3892-2302 contato@turismodeexperiencia.com.br
(11) 3892-2302 contato@turismodeexperiencia.com.br

Conheça 7 maravilhas de Machu Picchu

Um visual impressionante aliado às energias de um lugar sagrado. Considerado um dos três centros de energia do mundo, Machu Picchu surpreende com sua história e a mística que a envolve, sendo um ótimo destino para meditação e autoconhecimento.

A história dessa região remete aos Incas, uma tribo quíchua que firmou seu Império até a chegada dos espanhóis. Eles viam os elementos da natureza como seres sagrados e são conhecidos pelas fantásticas construções de pedra.

Fizemos uma lista com 7 lugares imperdíveis para conhecer a história, se conectar com a natureza e admirar essa cultura ancestral que encanta e surpreende.

1.   Cusco

O nome da cidade é uma palavra em quíchua que significa “O Umbigo do Mundo”. Está situada a 3400 metros acima do nível do mar e foi o mais importante centro administrativo e cultural do Império Inca. A cidade preserva um passado de sincretismo que mistura tradições da cultura inca com costumes europeus.

A Plaza de Armas é um exemplo disso. É o núcleo central da cidade, cercado por restaurantes, lojas diversas, joalherias e a arquitetura que apresenta os templos da época da chegada dos espanhóis. Nos seus arredores estão os monumentos mais importantes: a Catedral de Cusco, e a Igreja Companhia de Jesus, que possuem em seus alicerces as belas construções de pedras Incas. É o lugar onde ocorrem as festas folclóricas e atividades culturais.  

2.   Fortaleza de Sacsayhuamán

A apenas 2 km da Plaza de Armas, em Cusco, o sítio arqueológico é um dos edifícios mais incríveis do mundo.  Foi construído originalmente com propósitos militares, para a defesa contra tribos invasoras, mas também se acredita que tenha sido um centro cerimonial para o deus Sol.

Sua principal característica é a forma em que foi construído: grandes blocos de pedra, encaixados com precisão inimaginável, alcançando alturas de 9 metros. Aproximadamente, estima-se que 20.000 homens tenham trabalhado em sua construção. Essa obra monumental é rodeada de mistérios. Como foi possível transportar pedras tão pesadas e cortá-las de forma tão exata sem o uso de tecnologia?  É possível caminhar pelas ruínas, admirar a arquitetura e ainda observar uma singular vista panorâmica dos arredores, incluindo a cidade de Cuzco.

3.   Complexo arqueológico de Qenko

Situado a 6 km da cidade de Cusco e localizado na chamada montanha do Socorro, este centro cerimonial tem um monólito de aproximadamente 6 metros de altura no seu centro. Em frente a esta pedra se prostravam os adoradores de Inti (ou deus Sol) e da deusa Pacha Mama (ou Terra). Vale conhecer o labirinto, com canais em zigue-zague, galerias subterrâneas e um anfiteatro em forma semi-circular.

4.   Puca Pucara

Localizada a 7 km de Cusco, Puca Pucara é parada obrigatória quando se viaja para Machu Picchu.  Uma construção militar feita de grandes paredes, terraços e escadarias. Seu nome significa fortaleza vermelha devido à cor da terra com abundante ichu (palha andina) e à vegetação característica de áreas de grande altitude. No pôr do sol, as rochas calcárias das construções adquirem um tom avermelhado devido aos raios solares. Um espetáculo da natureza de tirar o fôlego.

5.   Tambomachay

O sítio arqueológico de Tambomachay, está junto com Qenqo, Puca Pucara e Sacsayhuaman, um dos complexos arqueológicos mais importantes da cidade de Cusco. Está localizado a apenas 7 km da antiga capital dos Incas. Devido à sua localização, ele pertence a um dos centros importantes nos ceques ou linhas imaginárias que partiram de Cusco e serviram os Incas para organizar seus santuários e centros importantes. Sua função era fornecer água para locais próximos e como banhos Incas. A harmonia que existe entre as suas paredes de pedra e a natureza circundante faz deste um dos lugares mais importantes da história inca.

6.   As cidades charmosas de Awanacancha, Pisac e Ollantaytambo

Awanacancha carrega um importante legado Inca, a tecelagem. Visitar essa cidadezinha que parece parada no tempo é pré-requisito para quem se aventura no Vale Sagrado. Partindo de Cusco, leva-se cerca de 30 minutos para chegar no centro têxtil, bastante conhecido no Peru. Também é possível desfrutar da companhia simpática das lhamas, alpacas, vicunhas e guanacos, cuja lã é matéria-prima dos produtos têxteis da região.

Pisac

Outra cidadezinha pacata, mas que encanta pelas suas cores e diversidade é Pisac. De tradição têxtil, o que mais chama atenção na cidade é o Mercado, que abriga cultura, artesanato e roupas típicas. Não deixe de provar as comidas locais, onde é possível encontrar produtos nativos como as mais de 3 mil espécies de batatas, o rocoto, uma pimenta superpicante e pacay, uma fruta muito incomum: do lado de fora, se parece com uma ervilha gigante e dentro tem um fruto branco e doce, parecendo um pedaço de algodão.

Ollantaytambo

A cidade de Ollantaytambo é pacata e tradicional. Uma pequena praça, um mercado, um pequeno comércio, pousadas e restaurantes. Os habitantes andam com suas roupas típicas coloridas e é possível perceber a arquitetura antiga se misturando às construções modernas. Isso porque ela nunca deixou de ser habitada, mesmo depois da chegada dos espanhóis. Um terreno sagrado, com destaque ao Templo do Sol, composto de 6 rochas de granito rosa, dispostas tão perfeitamente que nada passa por elas. Esse é um lugar calmo e de reflexão. Ollantaytambo significa “lugar de descanso de onde se pode observar desde o alto”. Aproveite a energia da cidade para fazer um belo piquenique ou meditar.

7.   Salinas de Maras e Centro Arqueológico de Moray

A cidade de Maras, que fica a 40 km de Cusco, abriga estes pontos turísticos. As salinas, como o próprio nome diz, são tanques de extração de sal da água que escorre das montanhas. São 5 mil poços de cor branca rodeados pelas montanhas, uma visão espetacular e inusitada, que vale a pena conhecer.

O centro arqueológico de Moray também surpreende pela vista. Plataformas concêntricas, chamadas terraços, projetadas e construídas sobre muros de pedras, para facilitar a irrigação da terra pela água das chuvas. Um grande centro de pesquisa agrícola Inca, que possibilitou o cultivo de grãos variados, melhorando as condições de agricultura da região. Essa impressionante construção por entre montanhas pode ser percorrida a pé descendo a montanha por entre os terraços.

Machu Picchu preserva história, cultura e religiosidade aliadas às paisagens incríveis das montanhas e vales. É um lugar especial para meditar e vivenciar o contato com a natureza. Conheça toda a mística de Machu Picchu com a Turismo de Experiência!

Deixe seu comentário