(11) 3892-2302 contato@turismodeexperiencia.com.br
(11) 3892-2302 contato@turismodeexperiencia.com.br

O Dia Mundial do Meio Ambiente é celebrado hoje, 5 de junho. Esta é a oportunidade ideal para saber como fica o turismo sustentável após a pandemia, não é mesmo? Apesar das incertezas geradas pela Covid-19, profundas mudanças em nossos hábitos estão acontecendo, inclusive provocando uma reflexão sobre nossa maneira de consumir e de preservar a natureza. 

Conhecer as adaptações do turismo sustentável após a pandemia é essencial para passarmos a agir com ainda mais responsabilidade a partir de agora. A crise atual não apenas nos fez reconsiderar nossos padrões de consumo, mas acelerou algumas tendências. Um exemplo disso é que, cada vez mais, viajantes estão se conscientizando a respeito dos danos causados ao meio ambiente durante viagens. 

Além de mais cuidados com a própria segurança, uma das consequências do novo Coronavírus tem sido uma preocupação ainda maior com o nosso planeta em deslocamentos, seja no seu próprio país ou em destinos internacionais. Pensando nisso, separamos algumas das principais tendências que já estão sendo implementadas.

Veja como fica o turismo sustentável pós-pandemia

Mudanças nos meios de transporte escolhidos para viagens

Por conta da emissão de carbono na atmosfera, as pessoas podem acabar optando por formas de deslocamento que não sejam aviões. Uma opção para quem precisar viajar de avião é priorizar companhias que realizam a compensação de carbono. 

A preocupação com a poluição gerada por meios de transporte deve influenciar também o deslocamento terrestre, com turistas optando pelo uso de veículos que poluem menos e pelo cicloturismo, quando possível. Os meios de transporte públicos, que evitam mais carros nas ruas, também devem ser bastante procurados, respeitando as indicações de distanciamento social. 

Slow Travel

Conhece o conceito de Slow Travel? Trata-se de uma maneira diferente de viajar, em um ritmo menos acelerado, o que garante uma experiência de imersão muito maior. A ideia é viver a cultura local, passar mais tempo no destino escolhido e usar meios de deslocamento como a bicicleta, o transporte ferroviário e as trilhas e caminhadas, além da valorização dos pequenos negócios da região. 

Viagens a destinos mais próximos de casa

Outra tendência é descobrir os destinos no próprio país, e, talvez, até no próprio estado, pelo menos inicialmente. Assim, é possível apoiar comunidades da região e você evita contribuir para a poluição gerada por deslocamentos muito grandes.

Mais conexão com as pessoas

Valorização das viagens em família, criando laços mais fortes com as pessoas próximas. Após passarmos um bom tempo distantes fisicamente de quem amamos, uma tendência é o foco em viagens mais voltadas para estreitar laços, sem que o consumo seja prioridade.

Procura por destinos menos tradicionais

Uma maneira de incentivar comunidades locais é optar por viagens em destinos menos procurados tradicionalmente, como cidades de interior. Ao fugir de metrópoles com grande possibilidade de aglomeração, é possível conhecer lugares incríveis e pouco visitados, contribuindo para a sustentabilidade.

As atitudes individuais têm fundamental importância no processo de preservação ambiental. Por isso, a conscientização para sempre pensarmos no turismo sustentável a partir de agora vai fazer ainda mais diferença nos impactos na natureza.

Quer saber mais detalhes sobre o tema? Então, clique aqui. Nós da Turismo de Experiência oferecemos os melhores roteiros alinhados à nova realidade de viagens sustentáveis. Venha planejar sua próxima viagem com a gente, para uma experiência incrível e que respeita a natureza em todos os momentos. Entre em contato.

2 Responses

Deixe seu comentário